Como o refinanciamento imobiliário para empresas pode ajudar?

 No Financiamento de imóveis

Juros abaixo do valor de mercado é a vantagem número um do refinanciamento imobiliário para alavancar sua empresa.

O refinanciamento imobiliário é a modalidade de empréstimo que cresce a passos largos no país. Com um cenário político e econômico instável, os bancos e financeiras também têm optado por diminuir a sua exposição a riscos e aberto os olhos aos empréstimos com garantias. Neste cenário, o refinanciamento imobiliário tem se mostrado a melhor opção para ambos lados, principalmente se o destino do dinheiro é o meio empresarial.

Também afetados pela crise nacional, empresários buscam novas maneiras de obter crédito, nas melhores condições, para sobreviver no mercado. Com os altos juros dos cartões, cheque especial e de empréstimos gerais fica difícil encontrar uma fonte financeira para ajudar o negócio a continuar crescendo, certo?

Neste contexto, uma alternativa com juros baixos e que ofereça uma segurança a quem está realizando o empréstimo se mostra como a melhor saída. Você concorda? Então leia a seguir e entenda como o refinanciamento imobiliário para empresas pode salvar o seu negócio da recessão.

Transformando seu imóvel em crédito – Como funciona o refinanciamento imobiliário

O empréstimo com garantia de imóvel transforma parte do valor do seu imóvel em crédito e, enquanto isto, fica como garantia ao banco ou financeira onde o empréstimo foi realizado.

Com a garantia do seu imóvel que também são aceitos neste sistema, existe uma segurança na operação que permite uma diminuição na taxa de juros. Nesse tipo de empréstimo as taxas caem podem cair até para 1,89% ao mês.

O refinanciamento imobiliário também é vantajoso porque permite o empréstimo de um valor alto, já que normalmente é possível financiar até 60% do valor do imóvel. Ou seja, para o caso de querer fazer um investimento alto na sua empresa, é possível realizá-lo sem se preocupar que as altas taxas.

Para quem é micro ou pequeno empresário também há algumas vantagens importantes permitidas pela operação. Mesmo estando alienado ao empréstimo, o imóvel pode ser vendido durante a operação. Neste caso, o valor do empréstimo será destinado automaticamente ao banco (ou o saldo devedor), mas ainda assim é possível. Já para médios ou grandes empresários, que possuam mais de um imóvel, é possível abrir mais de uma operação simultaneamente.

refinanciamento imobilirio

Refinanciamento imobiliário: o seu capital de giro

Outra opção interessante para o uso do refinanciamento imobiliário para o setor empresarial é utilizá-lo como um empréstimo para capital de giro. Assim, se conquista um fluxo positivo e mantém a saúde da sua empresa em dia.

Primeiramente, vamos entender o conceito. O capital de giro é o dinheiro formado pelo valor em caixa, pelo o que está no banco, o estoque e contas a receber de uma empresa. É este capital que permite ao negócio manter suas contas em dia e quitar eventuais dívidas. Seu sistema é como uma reserva de recursos ágil, facilmente renovada, que deve ser empregada em prol da empresa à longo prazo.

O capital está ligado ainda ao fluxo de caixa, ou seja, o dinheiro que entra e sai e o dinheiro que é necessário para manter o negócio funcionando. Logo, sua manutenção financeira é de extrema importância, correto?

Uma das questões que pesam é que como este valor está relacionado a pagamento de fornecedores e recebimento dos clientes, a conta pode demorar a fechar. É nessa hora que muitos empresários precisam recorrer a empréstimos.

Para deixar ainda mais claro, o seu capital de giro enquanto empresário é extremamente necessário. Em situações como queda nas vendas, descontrole de gastos, pagamentos com prazos muito longos para recebimento, inadimplência, compras em excesso ou com prazos muito curtos de pagamento, estoque parado ou muito grande.                 Em todas estas situações é preciso contar com o capital e, caso você esteja vivendo uma delas, um empréstimo com altos juros pode atrapalhar ainda mais.

A solução é refinanciar seu imóvel

No cenário citado acima, o refinanciamento imobiliário se mostra a melhor saída. Com seus juros baixos e quantia que pode ser solicitada no empréstimo, o dinheiro pode ser aplicado no seu capital de giro e solucionar todos os riscos que sua empresa estava correndo financeiramente.

Está buscando uma solução para esse problema? Entenda melhor como funciona a utilização do refinanciamento imobiliário para aplicação no capital de giro.

Reestruturação financeira

Caso a sua empresa já esteja em um momento financeiro crítico e lutando para sobreviver às dívidas, esta modalidade de empréstimo pode ser a saída para reestruturar o orçamento do seu negócio.

Com as ótimas condições da operação, refinanciar um imóvel pode ser a melhor saída. Assim, você troca as dívidas com altos juros que se tornam a cada dia mais difíceis de serem quitadas, por um empréstimo com taxas bem menores.

Como o valor do refinanciamento imobiliário permite quantias elevadas, considerando que o bem em questão é um imóvel, é possível além de quitar as dívidas, reservar uma parte da quantia para investir na empresa e voltar a dar passos em direção ao crescimento.

Recommended Posts

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não está conseguindo ler? Clique para mudar o texto captcha txt
Atenção! A Housecredi não cobra nenhum valor para liberação do empréstimo. Nunca faça nenhum depósito antecipado ou pague taxa de avalista antes de receber seu empréstimo.
financiamento para reforma de imovelrefinanciamento-imobiliario