Como funciona um empréstimo para capital de giro?

 No Empréstimo com garantia

Essencial para todo empreendedor, o capital de giro pode ficar comprometido e, nessa hora, o empréstimo se torna uma boa opção

Quem é empreendedor sabe que não é fácil manter as contas no azul no Brasil. Com tantas taxas, juros abusivos e burocracia, muitas vezes, as empresas passam por momentos poucos lucrativos, o que pode prejudicar o capital de giro, que é a verba destinada para cobrir as despesas imediatas e de curto prazo das empresas. Nessa hora, o empréstimo com garantia pode ser uma opção viável e prática para solucionar o problema e oferecer fôlego financeiro para a empresa.

Conhecido como o dinheiro que faz as contas “girarem”, o capital de giro é o dinheiro corporativo destinado a pagar contas como o salário dos funcionários e despesas rotineiras relacionadas à operação diária do negócio. Para não comprometer o fluxo de caixa da empresa, muitos empreendedores recorrem as suas próprias economias, o que pode comprometê-los financeiramente.

O empréstimo para o capital de giro acaba se mostrando a melhor opção, oferecendo a verba necessária para que as empresas se reorganizem financeiramente sem prejudicar o bolso dos empreendedores. Esse crédito pode ser feito a curto, médio ou longo prazo com juros atrativos, a partir de 1,14% ao mês e prazo de até 240 meses para pagar, no caso da House Credi, por exemplo.

emprestimo capital de giro

Empréstimo para capital de giro na prática

Ao contrário das linhas de crédito tradicionais, designadas para fins específicos, os empréstimos de capital de giro não exigem que o candidato apresente a finalidade da verba durante o processo de aplicação. Geralmente, esse empréstimo é aprovado independente da forma como o dinheiro será usado.

Na prática, o empréstimo não costuma ser usado para a aquisição de bens ou financiamentos longos: trata-se de uma opção de crédito de curto prazo para ajustar as contas da empresa. Para cada modalidade de negócio, há uma categoria de empréstimo correspondente que se irá adequar às suas necessidades para reabastecer o capital de giro.

Como obter o empréstimo para o capital de giro?

Para realizar o empréstimo de capital de giro é necessário ter uma empresa formalizada com a documentação em dia, já que a instituição irá solicitar diversos documentos para a análise de crédito.

Há variações entre as instituições, mas, geralmente, são solicitados os seguintes documentos:

  • Contrato social
  • CNPJ
  • RG e CPF dos sócios
  • Balanço e comprovante de resultados dos últimos anos 

Vantagens do crédito para o capital de giro

Evitar a pressão financeira causada pela falta de capital de giro em uma empresa certamente é uma das vantagens desse tipo de empréstimo. Há outros benefícios, como evitar o endividamento e atrasos de pagamentos aos credores, além da desconfiança do mercado e do próprio time causada pelo abalo financeiro com as contas.

Outras vantagens do crédito para o capital de giro são:

  • Manter a durabilidade do negócio e propriedade da empresa sem a necessidade de abrir mão de uma fatia para um investidor de fora;
  • Prazos mais curtos para os projetos de curto prazo: sem necessidade de planejar anos de pagamentos mensais para quitar o empréstimo para o capital de giro;
  • Ganho de tempo, já que se candidatar a um empréstimo tradicional é um processo bem mais burocrático do que os processos para aprovação das linhas de crédito para capital de giro
  • Liberdade para usar o dinheiro como bem entender, sem restrições para manter as operações da forma que o investidor desejar.

Com prazos de até 240 meses para pagar, é possível obter um empréstimo para o capital de giro da sua empresa com a House Credi com juros mensais a partir de 1,14% ao mês.

Recommended Posts
Showing 2 comments
pingbacks / trackbacks

Leave a Comment

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não está conseguindo ler? Clique para mudar o texto captcha txt
Atenção! A Housecredi não cobra nenhum valor para liberação do empréstimo. Nunca faça nenhum depósito antecipado ou pague taxa de avalista antes de receber seu empréstimo.
correspondente bancariojuros-abusivos